Sobre o Acervo Artístico UFMG

Em seus 90 anos de existência, a UFMG reuniu um importante e numeroso patrimônio artístico, com aproximadamente 1.700 obras. São objetos, pinturas, gravuras, esculturas, fotografias, entre outros, que datam do século XVI ao século XXI. O projeto ?Memória, acervo e arte? realizou um levantamento desse patrimônio entre os anos de 2009 e 2010 e identificou, inicialmente, três grandes coleções e um expressivo número de obras avulsas, que foram adquiridas através de doações, aquisições, premiações em salões e projetos. Esse acervo é resultante, portanto, de um colecionamento multifacetado, fruto, sobretudo, da compreensão da universidade como um lugar de produção de conhecimento e de salvaguarda dos acervos a ela destinados.

A Diretoria de Ação Cultural(DAC), criada em 2002, assumiu, em 2015, a gestão do Acervo Artístico UFMG(AAUFMG), instituindo a Coordenadoria de Acervos Artísticos e o Conselho Consultivo do Setor de Acervo Artístico, que têm desenvolvido ações de salvaguarda e comunicação do acervo e se empenhado em implantar uma política para esse importante patrimônio artístico universitário.A Coordenadoria tem como objetivo gerir o acervo artístico pertencente ao patrimônio da Universidade, independentemente das unidades de tutela. O trabalho de gestão visa a continuidade das ações de preservação, pesquisa e extroversão do patrimônio.

Coleções identificadas pelo projeto "Memória, acervo e arte"
  • Coleção Brasiliana: composta por diversos objetos de arte, livros e documentos raros;
  • Coleção Amigas da Cultura: composta por desenhos, pinturas, gravuras, esculturas e objetos;
  • Acervo artístico da Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade: composto por manuscritos, desenhos, poemas, aquarelas, pinturas, esculturas, objetos e estandartes dos séculos XVIII, XIX e XX;
  • Coleção de Cerâmicas do Jequitinhonha: composta por obras dos artistas populares que trabalham com cerâmica no Vale do Rio Jequitinhonha;
  • Presépio do Pipiripau: criado ao longo do século XX pelo artesão Raimundo Machado, é composto por 586 figuras móveis, distribuídas por 45 cenas. Incorporado ao Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG (MHNJB/UFMG);
  • Oratório da Casa da Glória: construído em madeira dourada e policromada em estilo rococó;
  • Acervo de painéis em prédios da UFMG: painéis e murais em diversas unidades da UFMG;
  • Coleção de estudos para painéis das escolas municipais de Belo Horizonte: estudos realizados por diversos artistas mostrando a concepção inicial dos murais realizados posteriormente nas escolas públicas de Belo Horizonte;
  • Acervo de esculturas ao ar livre: esculturas instaladas pelo Campus Pampulha, algumas criadas para situações comemorativas;
  • Acervos de retratos de professores e reitores da UFMG: realizados para homenagear professores;
  • Acervos de pinturas, desenhos, gravuras e fotografias: acervo diversificado, englobando várias expressões artísticas que se encontram nas paredes das salas, corredores e mapotecas das diversas unidades da UFMG.
  • Coleções da Biblioteca Universitária da UFMG:
    • Acervo Curt Lange: arquivo pessoal do musicólogo Francisco Curt Lange;
    • Acervo do Centro de Estudos Literários e Culturais: composto por acervos doados por escritores mineiros como Henriqueta Lisboa, Murilo Rubião, Lucia Machado de Almeida, Abgar Renault, entre outros.
    • Coleção Especial de Livros de Artista: obras de artistas brasileiros e estrangeiros.

Parte desse acervo, especialmente obras das coleções "Amigas da Cultura" e "Brasiliana", encontra - se acondicionado em uma reserva técnica.As demais obras estão distribuídas pelas 34 unidades da UFMG nos Campi Pampulha e Saúde e nas unidades do centro de Belo Horizonte, nos jardins e espaços externos, bem como em outras cidades, como Tiradentes e Diamantina.

O Acervo Artístico da UFMG apresenta grande potencial para o desenvolvimento de projetos de ensino e pesquisa. É necessário, portanto, garantir condições para que se torne um laboratório capaz de contribuir para a inovação e a excelência de projetos acadêmicos desenvolvidos em diferentes campos do conhecimento, tanto do ponto de vista das obras em si quanto da formação e da preservação de suas coleções. O acervo atende também aos pressupostos que regem a extensão universitária, desenvolvendo ações que ampliam sua ressonância na sociedade, como exposições, publicações e projetos educativos.

Missão Acervo Artístico UFMG

Promover a salvaguarda e a comunicação do patrimônio artístico pertencente à UFMG, independentemente da localização e tutela das obras, por meio de ações diretas ou recomendações, e da criação de protocolos a serem compartilhados pelas diversas unidades, articulando o uso interdisciplinar desse legado às atividades de ensino, pesquisa e extensão, com vistas ao acesso, à experimentação, à produção e ao intercâmbio artístico-cultural.

A Coordenadoria do AAUFMG tem os seguintes objetivos:
  • Realizar a gestão compartilhada do AAUFMG, envolvendo gestores das unidades que têm sob a sua tutela obras do Acervo Artístico;
  • Promover a salvaguarda e a comunicação do AAUFMG, por meio de ações e projetos de documentação, conservação, proteção, estudo, desenvolvimento de acervo, exposição e educação;
  • Fomentar o reconhecimento do AAUFMG como parte do Patrimônio Cultural e Científico da UFMG;
  • Promover parcerias internas e externas à UFMG, destinadas a viabilizar ações colaborativas de ensino, pesquisa e extensão, nas diversas áreas do conhecimento;
  • Tornar acessíveis à sociedade os acervos da Universidade;
  • Incentivar o intercâmbio artístico, científico e cultural com instituições afins no Brasil e no exterior.

Em todas as atividades acima descritas está previsto o engajamento de alunos de graduação e pós-graduação, além de membros do corpo técnico e docente da UFMG.
Copyright © Acervo Artístico UFMG - Todos os direitos reservados
in web. Acesso online ao Acervo Artístico. Sistemas do Futuro